Vai contratar músicos para a cerimônia religiosa e festa do seu casamento? fica algumas dicas.

1. Prelúdio (música para os convidados antes da cerimônia)

Mesmo antes de a cerimônia começar, deixe combinado com os músicos para tocarem música ambiente. A falta disso pode dar a sensação de que os convidados chegaram cedo demais. Escolha também algumas músicas de “emergência” para serem tocadas durante pausas na cerimônia, caso necessário, elas serão tocadas para preencher esse momento sem que todos fiquem se entreolhando e perguntando o que aconteceu.

2. Fazer sempre um briefing com os músicos das músicas selecionadas

Tanto as músicas da cerimônia quanto o repertório da música da festa devem ter sido repassadas com os músicos para ter certeza de que estão corretas. É um tanto quanto frustrante quando você tem uma música que significa muito para você e ela não é tocada ou simplesmente trocada por uma que não te agrada.

3. Quantidade de Músicos (demais ou de menos)

Verifique quantos músicos serão necessários para criar harmonia adequada aos espaços da cerimônia e festa. Contratar músicos demais pode parecer um exagero, sair caro, e chamar mais atenção do que deveria. Músicos de menos podem não criar o impacto sonoro esperado para dar o clima adequado ao ambiente.

4. Músicos cantando em outro idioma

Escolher uma música em qualquer outro idioma que não seja o português, tem seus riscos. Verifiquem se os músicos a cantam corretamente. Alguns convidados podem ser fluentes no idioma e a interpretação “enrolada” pode distrair ou virar motivo de chacota.

5. Músicas com letras adequadas

Principalmente na cerimônia, as músicas devem ser alegres, românticas e suaves. Alguns casais erram ao escolher a música somente pela melodia sem prestar atenção na letra. Isso é importante principalmente em músicas estrangeiras. Ninguém quer que uma música sobre morte ou tristeza seja tema de um momento tão especial.

6. Verificar as normas das igrejas e locais da recepção

Algumas igrejas têm restrições com relação ao repertório musical, certifique-se de que as músicas escolhidas estão adequadas a elas. Também as restrições técnicas como número de microfones, caixas de som e pontos de energia para saber se estão adequadas aos músicos contratados.

7. Chamar aquele amigo para “quebrar o galho” PERIGO A VISTA

Querendo economizar, alguns noivos apostam naquele amigo que está começando uma banda, ou que toca muito bem o violão nas viagens de praia, CUIDADO! Pode ser muito simpático, mas não necessariamente adequado para um casamento. Músicos profissionais e com experiência fazem enorme diferença

8. Primeira dança dos noivos longa demais:

Todos convidados estão muito felizes pela união do casal, mas também loucos para celebrar e dançar, então, façam da dança dos noivos um momento mágico e não muito extenso, senão as pessoas perdem o foco, cansam de olhar e vão conversar, comer e beber!

9. Tocar músicas muito agitadas durante o jantar

O ideal é que a música seja um pouco mais tranquila, assim o momento torna-se prazeroso. Música agitada demais faz com que as pessoas não saboreiem com tanto prazer a comida que vocês estão pagando tão caro para servir. Sem contar que as pessoas com mais idade costumam ir embora antes do jantar.

10. Não variar os estilos de música:

Vocês podem amar um estilo de música, mas o repertório precisa ser variado para agradar a todos os convidados. Caso contrário, muitos convidados podem ficar cansados e deixarem a festa mais cedo. Pensem que essa é uma festa especial em que vocês não estão somente entre amigos. Avós, tios e até os priminhos mais novos também querem se divertir e todos tem um gosto bem diferente.

Fonte: MF CERIMONIAL (Frota Neto)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *